[Guest post] O que é cross-docking? Entenda essa modalidade aplicado ao e-commerce.

Saiba como o cross-docking pode ajudar a sua loja virtual a otimizar recursos logísticos e ter uma entrega mais ágil, poupando gastos.

Nos dias de hoje, em que temos um mercado cada vez mais competitivo, nossos clientes tornam-se cada vez mais exigentes. Deste modo, proporcionar uma entrega mais rápida, tem sido cada vez mais fundamental e necessária às empresas para diferenciarem-se do mercado padrão.

Para atender a essa expectativa de entrega “just in time” (entrega imediata), os lojistas têm cada vez mais investido na operação de cross-docking, e evitado a armazenagem nos grandes Centros de Distribuição

Mas o que de fato significa a expressão Cross-docking?  

Na síntese, a expressão de origem inglesa pode ser traduzida como cruzamento de docas. A expressão surgiu para traduzir a transferência da mercadoria de um caminhão a outro, sem necessidade de armazenagem, ou armazenagem mínima.

E quando o cross-docking é utilizado?

Diferente do modelo tradicional de armazenagem, o cross-docking proporciona uma entrega mais ágil e também mais barata para as empresas. 

A grande diferença entre o modelo tradicional a este, é que, no modelo tradicional, a mercadoria vem da fábrica até um CD (centro de distribuição) – onde são consolidadas e armazenadas -, e ficam aguardando a solicitação de compra do cliente final, para serem distribuídas. Neste caso, necessitando assim, de um espaço físico para armazenagem; quer seja ele em um Centro de Distribuição, ou a garagem de casa para os pequenos empreendedores.

Na operação cross-docking, a mercadoria sai da fábrica já com a solicitação de compra realizada. Deste modo, não há obrigatoriedade de armazenamento. A mercadoria já sai do fabricante, podendo ser despachada diretamente ao consumidor, ou em um prazo máximo de 24 horas.

O processo é mais ágil e mais barato, pois não há necessidade de espaço físico para armazenar e, em sua maioria, a entrega pode ser feita em caminhões menores, que não ficam presos em rodízios e restrições de rodagem.

No dia-a-dia de um e-commerce, onde as maiores dificuldades começam após a finalização de um pedido, garantir a qualidade, e agilidade na entrega é garantir um cliente satisfeito e feliz.

E quais as vantagens de adotar este sistema?

  • Reduz o espaço necessário para armazenagem;
  • Reduz a necessidade de mão de obra, já que não há estocagem e separação, barateando assim o custo com a operação logística;
  • O tempo de entrega é relativamente menor;
  • Produtos destinados a um mesmo local, podem ser transportados juntos, reduzindo assim o custo com o transporte;
  • Menor necessidade de trabalhar com estocagem de material;
  • Diminui a gestão da cadeia de suprimentos, por não haver necessidade de armazenar o material;
  • Colabora com a satisfação do cliente final, já que o produto é entregue de forma mais rápida.

E as desvantagens?

  • Há necessidade de planejar com mais eficácia o processo logístico;
  • Nem todos os transportadores operam nessa modalidade;
  • Você vai precisar de um bom sistema para gerenciar os processos;
  • O tempo pode se tornar um inimigo para você, se seus processos não estiverem bem organizados;
  • Cuidado com a comunicação entre fornecedores e clientes. Ela precisa ser eficaz para que você consiga cumprir o prazo de entrega prometido.

Planejando adequadamente, e avaliando com cautela os riscos que esta aplicação pode trazer, é possível alcançar grandes resultados, e principalmente agregar um diferencial quanto a concorrência. Se você ainda não aplica essa modalidade ao seu negócio, invista nesse processo.

Este texto foi produzido em parceria com o Grupo Mirassol, redigido e criado por Priscilla Dias.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos lojistas!

Para avaliar por 10 dias grátis a Webstore e ter sua loja virtual hoje mesmo, clique aqui e vem crescer com a gente!

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.